Contos

Jorge Casais / 1000 Imagens

COISAS DE NATASHA

 

III

 

Quem é essa mulher inexplicavelmente feliz a me encarar? Com um sorriso bobo no rosto e a mente borboletando sensações de prazer saciado?

 

Cadê aquela incrédula criatura que atuava no palco da vida, existindo apenas, sem viver? Só pode ser um sonho, Natasha! Esta, definitivamente, não é você!

 

 

- O que é que tanto você olha para esse espelho, ruivinha? – Sobressaltei com a voz do Pedro. – Até parece que está batendo altos papos com a sua imagem... – Ele deu aquele sorriso torto que tanto gosto, aproximando-se de mim e me abraçando por trás.

 

- O que você vê em mim, Pê? Sinceramente!

 

- Agora? Uma linda ruiva nua com uma baita interrogação na testa! O que se passa nessa sua cabeça doidivanas? – Ele beijou a minha nuca enquanto acariciava o meu corpo.

 

- Fala sério, Pedro! Olha só, eu preciso entender o porquê de você estar comigo. – Nossa, ele me deixa sem fôlego!

 

- Só você mesmo para pensar nisso agora. Quer saber mesmo? – Eu balancei a minha cabeça. – Você me intimida. – Ele respondeu com um suspiro. – Essa sua independência, essa sua garra em viver, seu humor. Às vezes fico sem ação ao seu lado. Eu fico perdido. E olhe que não sou homem de se sentir perdido... eu sempre sei o que eu quero.

 

Fiquei surpresa com a declaração, pois sinceramente não me via dessa forma. Gostei! Ele continuou:

 

- Sem falar nessa ruividade toda que me deixa louco! – Ele parou, me virou para ele e muito sério falou – Pensei que você fosse uma falsa ruiva quando te vi pela primeira vez. Você me enfeitiçou!

 

Eu ri, encostando a minha cabeça no peito dele. Com o queixo apoiado na minha cabeça, ele falou sorrindo:

 

- Mas de falso, você não tem nada!

 

- E como você sabe? Posso muito bem pintar o meu cabelo.

 

- Não mesmo, gatinha, todos os seus pelos são vermelhos! TODOS mesmos!!! – Gargalhou e me pegou nos braços e me levou de volta para cama.

 

Deus, esse cara me deixa insana! Se isso acontecesse há uns cinco anos atrás, eu seria considerada uma pedófila!!! Ele teria apenas 16! E eu já seria uma balzaquiana!

 

Ah, Natasha, desencana, mulher! Aproveita o seu momento Madonna e acorda para vida! Nem pense nos catorze anos de diferença.

 

Vou ficar com aquele sorriso bobo de novo... Eitcha coisa boa!!!

 

Daise

 

 

 

 

Essa vida de subterfúgios acaba comigo.

Às vezes fico imaginando quem eu sou de fato...

Já me perdi em meus disfarces... Quero me encontrar...

Aliás... quer saber? Eu gosto da emoção! hahahahaha

Tanya Constantine / Corbis

______________________________________________________

Estou tão sem tempo... E quem sofre é o meu blog...

Recadinho para quem escreve para o meu e-mail me perguntando sobre a Natasha... Ela deve voltar em alguma hora. Deve estar desesperada com a aproximação do niver de 35 anos... risos Esse negócio de idade mexeu com a cabeça dela. Pirou na batatinha! Sobrando tempo, vou conversar com ela e conto tudinho procês...

Agora, deixa eu ir, pois o tempo urge!!!!

Grande beijo, amigos.

Daise

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL , Nordeste , SALVADOR , PITUBA , Mulher , de 26 a 35 anos , Portuguese , English , Livros , Arte e cultura , Viver a vida

 
Visitante número: